Categories
PASSEIOS PT SERVIÇOS

Como tirar o máximo partido das suas férias

Todos nós já tivemos esse tipo de férias em que estamos apenas felizes por estar de volta a casa. E quando as pessoas perguntam como foi, nós dizemos:

-Bem foi maravilhoso, há muitas coisas lá. Deviam ir lá!

-Mmmmm, não me parece, certo?

Porque é que isto acontece? Ansiamos tanto pelos nossos dias de férias, e depois, sentimos que foi aborrecido. Nada de espectacular nos vem à mente e poderíamos reflectir em segredo: talvez eu não goste muito de viajar, afinal de contas…

Será isto realmente verdade? Ou será que nos limitámos a visitar todos os locais e ter uma sobrecarga de factos e datas históricas que perdem o sentido?

Como podemos resolver isto? Como podemos balançar entre ter a maior parte do nosso tempo a explorar e ter demasiada exploração?

Não estou a afirmar ter todas as respostas, mas aprendi algumas coisas pelo caminho que podem ser úteis.

1- Foco nas pessoas, não nos edifícios.

Escolha as igrejas que deseja visitar. Escolham uma porque é uma característica arquitectónica notável, escolham outra para os santos que representam. Irá esquecer se foi construída no século 17 ou 18. Mas lembrar-se-á da história do santo (porque tem o mesmo nome que tu, ou porque representa uma circunstância emocional que se assemelha à sua) e, consequentemente, lembrar-te-ás da igreja e dos factos sobre ela. Torne-a pessoal, dê-lhe um significado emocional, e pumbas, vais te recordar dela!

Não te lembrarás de todos os castelos, mas lembrar-te-ás de um rei ou rainha em particular, com cuja história te ligarás. Quer seja devido à sua bravura ou insensatez, escolhe um e aprende mais com ele/a.

Dica: muitos reis e rainhas viveram nos mesmos castelos, é impossível lembrar-se de todos eles! Escolhe um e segue o seu caminho na história. Depois terás uma história para contar.

2- Seja aventureiro

Deveria ser evidente, mas experimente a comida local. Escolher coisas do menu, perguntar ao funcionário o que ele recomenda. Experimenta. Se gostar, terá uma história para contar. Se não gostar, terás uma outra história para contar! Observa a comida quando chega à mesa, cheira-a, prova-a, encontra palavras para a descrever, pergunta como é preparada. Delicie-se com cada dentada. As pessoas terão todo o prazer em responder às suas perguntas. E terá uma história deliciosa ou aterradora para contar. Percebo que pode ultrapassar os seus níveis de conforto, mas onde está a diversão de comer apenas o que sabe? É só por alguns dias, aproveite-o ao máximo!

3- Tenha uma experiência local

Tornou-se uma tendência nos últimos anos, mas viver a vida como um local acrescenta realmente à sua experiência. As pessoas estão à procura de caminhos invulgares e afastam-se das atracções apinhadas que todos conhecem. Para sentir a vibração de uma cidade, tem de ver mais do que os 10 lugares mais recomendados!

Viaje sempre em segurança e procure a certificação ao fazer a sua reserva para um serviço. Mas para ter uma experiência memorável, atreva-se um pouco e vá para além dos locais conhecidos. Há mais Porto do que o centro da cidade. Atenção que não digo que não se deva visitar a Catedral ou o café Majestic, são lugares incríveis e cheios de história. Mas estou a dizer que há outros, muitos outros lugares, não são bem no centro da cidade e não são muito fáceis de encontrar numa pesquisa no Google, mas são certamente igualmente memoráveis.

Pronto para fazer algumas recordações? Entre em contacto, vou criar uma experiência personalizada para si! Vamos fazer do meu Porto, o seu!